Production
https://www.prod.org.br/article/doi/10.1590/S0103-65132009000200007
Production
Article

Estudo da utilização de materiais de referência nas análises de água por laboratórios envolvidos no sistema de acreditação

Case study on the usage of reference materials in water analysis by laboratories involved in the accreditation system

Moura, Suzana Saboia de; Costa, Stella Regina R. da

Downloads: 0
Views: 262

Resumo

O presente estudo propõe-se discutir o uso de materiais de referência (MR) pelos laboratórios de ensaios de águas, sob o ponto de vista da aquisição dos materiais conforme o item "Aquisição de serviços e suprimentos" (4.6) da norma ABNT NBR ISO/IEC 17025. O papel dos MR nas análises químicas é fornecer referências metrológicas visando assegurar a rastreabilidade das medições. A rastreabilidade é um aspecto essencial da garantia da qualidade para se obter aceitação de dados analíticos nos mercados nacional e internacional. Neste estudo de caso, de caráter exploratório e qualitativo, uma pesquisa foi realizada junto a todos os laboratórios de ensaios prestadores de serviços analíticos para a Agência Nacional de Águas (ANA) e envolvidos no sistema de acreditação pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre/Inmetro), utilizando-se questionário estruturado e com 50% de retorno. Os resultados mostraram que são muito poucos os certificados de MR com reconhecimento de terceira parte, ou seja, por organismos de acreditação, segundo normas consagradas que tratam efetivamente da rastreabilidade metrológica. Propõe-se, finalmente, uma política para garantir, sempre que possível, a rastreabilidade dos resultados de ensaios dos laboratórios, na ausência de MR certificados.

Palavras-chave

Análise de água, rastreabilidade, material de referência

Abstract

This paper aims at discussing the use of reference materials (RM) by water testing laboratories, on the context of RM purchase, based on the requirements of the standard ABNT NBR ISO/IEC 17025, section "Purchasing services and supplies" (4.6). The role of RM in chemical analysis is to provide metrological reference to assure measurement traceability. This is an essential aspect of quality assurance in order to have analytical results accepted in the international market. In this case study, based on the methodological exploratory and qualitative approach, a questionnaire was sent to testing laboratories which provide analytical services to the National Agency for Waters involved in the accreditation system performed by the General Coordination for Accreditation of Inmetro (Cgcre/Inmetro) by using structured questionnaire and with 50% of return. The results showed that there are few RM certificates with indication of third party recognition, i.e., accreditation bodies, based on standards dealing with metrological traceability. Finally, a policy is proposed to assure the traceability of laboratories measurement results, when certified RMs are unavailable.

Keywords

Water analysis, traceability, reference material

References



AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS -ANA. A água no Brasil e no Mundo. Disponível em: http://www.ana.gov.br. Acesso em: 18 jul. 2005.

______. Programa Nacional de Acreditação de Laboratórios em Análises da Qualidade da Água -PROLAB - Documento Base. Maio de 2005. Disponível em http://www.ana.gov.br. Acesso em: 24 ago. 2005.

AMERICAN ASSOCIATION FOR LABORATORY ACCREDITATION -A2LA. Understanding ISO/IEC 17025: A2LA Specific applications of the standard. 27 fev. 2006. p. 6/16. Disponível em: http://www.a2la.org. Acesso em: 28 fev. 2006

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION; AMERICAN WATER WORKS ASSOCIATION; WATER ENVIRONMENT FEDERATION. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 21st Edition, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. ABNT NBR ISO/IEC 17000: Avaliação da conformidade - Vocabulário e princípios gerais. Rio de Janeiro, 2005. 18 p.

______. ABNT NBR ISO/IEC 17025: Requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração. Rio de Janeiro, 2005. 31 p.

______. ABNT ISO Guia 31: Materiais de referência - Conteúdo de certificados e rótulos. Rio de Janeiro, 2004. 8 p.

______. ABNT ISO Guia 32: Calibração em química analítica e uso de materiais de referência certificados. Rio de Janeiro, 2000. 7 p.

______. ABNT ISO Guia 33: Utilização de materiais de referência certificados. Rio de Janeiro, 2002. 28 p.

______. ABNT ISO Guia 34: Requisitos gerais para a competência de produtores de material de referência. Rio de Janeiro, 2004. 25 p.

______. ABNT NBR ISO/IEC Guia 43-1: Ensaios de proficiência por comparações interlaboratoriais - Parte 1: Desenvolvimento e operação de programas de ensaios de proficiência. Rio de Janeiro, 1999. 17p.

______. ABNT NBR ISO 9001: Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos. 2. Ed. Rio de Janeiro, 2008. 28 p.

BORGES, R. M. H. A metrologia como um instrumento aos laboratórios: o caso de laboratórios de análises de combustíveis. Tese de Doutorado - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Química, 2007.

BUREAU INTERNATIONAL DE POIDS ET MESURES - BIPM. JCGM 200:2008. International vocabulary of metrology - Basic and general concepts and associated terms (VIM). 3. Ed. Disponível em: http://www.bipm.org. Acesso em 5 dez. 2008.

BRASIL. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n. 357, de 17 de março de 2005. Disponível em: http://www.ana.gov.br. Acesso em: 11 jul. 2005.

COMAR, THE INTERNATIONAL DATABASE FOR CERTIFIED REFERENCE MATERIALS (CRM). Disponível em: http://www.comar.bam.de. Acesso em: 5 dez. 2008.

CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - CONMETRO. Resolução n. 8, de 16 de setembro de 2008. Dispõe sobre a aprovação do documento Diretrizes Estratégicas para a Metrologia Brasileira 2008-2012. Disponível em http://www.inmetro.gov.br. Acesso em: 7 nov. 2008.

ELLISON, S. L. R.; KING, B.; RÖSSLEIN, M.; SALIT, M.; WILLIAMS, A. (Drafting editors). EURACHEM/CITAC Guide: traceability in chemical measurement - A guide to achieving comparable results in chemical measurement. 2003. Disponível em: http://www.eurachem.org. Acesso em: 5 dez. 2008.

______. EURACHEM/CITAC Guide Quantifying Uncertainty in Analytical Measurement. 2. Ed., 2000. Disponível em: http://www.eurachem.org. Acesso em: 5 dez. 2008.

EMMONS, H.; FAJGELJ, A.; VAN DER VEEN, A.; WATTERS, R. New definitions on reference materials. Accreditation and quality assurance. Springer Verlag, 2006. DOI.1007/s00769-006-0089-9.

EMMONS, Hendrik. The "RM family" - Identification of all of its members. Accreditation and quality assurance. Springer Verlag, 2005. DOI 10.1007/s00769- 005-0046-z.

ENGELHARD, T.; DREAZEN, O. Current best practice for traceability in testing laboratories, when certified reference materials are unavailable. Accreditation and quality assurance. Springer Verlag, v. 9, p. 397-398, 2004.

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - Inmetro. Vocabulário internacional de termos fundamentais e gerais da metrologia - VIM. Duque de Caxias, 1995. 52 p.

______. NIT-DICLA-026: Requisitos sobre a participação dos laboratórios de ensaios e de calibração em atividades de ensaios de proficiência. Revisão 03, dezembro de 2005. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br. Acesso em: 18 fev. 2006.

______. NIT-DICLA-030: Rastreabilidade ao sistema internacional de unidades no credenciamento de laboratórios. Revisão 01, julho de 2003. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br. Acesso em: 18 fev. 2006.

______. A metrologia química no Inmetro. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br. Acesso em: 9 mar. 2006.

______. DOQ-CGCRE-008: Orientação sobre validação de métodos de ensaios químicos. Revisão 02. Junho de 2007. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br. Acesso em: 20 nov. 2008.

______. DOQ-CGCRE-016: Orientações para seleção e uso de materiais de referência. Revisão 01. Abril de 2008. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br. Acesso em: 20 nov. 2008

INTERNATIONAL LABORATORY ACCREDITATION COOPERATION - ILAC. Resolutions of the eighth ILAC General Assembly. ILAC Resolution GA 8.12. Disponível em: http://www.ilac.org. Acesso em: 15 mai. 2007.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION - ISO. The role of reference materials: Achieving quality in analytical chemistry. 2000. Disponível em: http://www.iso.org. Acesso em: 16 mai. 2005.

______. ISO Guide 30: Terms and definitions used in connection with reference materials. Genebra, 1992. 2. Ed. 8 p.

______. ISO Guide 35: Reference materials - General and statistical principles for certification. Genebra, 2006. 3. Ed. 64 p.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. 7. Ed. São Paulo: Atlas, 2008

McNAIR, B. ILAC Laboratory Survey on Conversion to ISO/IEC 17025. 2004. Disponível em http://www.ilac.org. Acesso em 05 dez.2008.

MOURA, S. S. Investigação do Processo de Utilização de Materiais de Referência: Estudo de Caso de Laboratórios de Análises de Águas da Natureza. Universidade Federal Fluminense, 2006. 219 p.

NATIONAL ASSOCIATION OF TESTING AUTHORITIES - NATA. NATA Annual Report 2008. Disponível em: http://www.nata.asn.au. Acesso em 10 nov. 2008.

NEVES, J. L. Pesquisa qualitativa: características, usos e possibilidades. Caderno de pesquisa em Administração, São Paulo, v. 1, n. 3, p, 1-5, 2.º sem. 1996

PARKANY, M.; KLICH, H.; RASBERRY, S. REMCO, the ISO Council Committee on Reference Materials - its first 25 years. Accreditation and quality assurance. Springer Verlag, 2001. (6) p. 226-235.

SILVA, G. M. P. Proposta para modificações no processo de acreditação de laboratórios da Coordenação Geral de Credenciamento do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2006. 164 p.

STEIGER, T.; PRADEL, R. Update on COMAR: the Internet database for certified reference materials. Accreditation and Quality Assurance. Springer Verlag, 2006. DOI 10.1007/s00769-006-0234-5.

UNGER, P. S. The ILAC Arrangement - Part I. Accreditation and Quality Assurance. Springer Verlag, 2001. (6) p. 521-522.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 6. Ed. São Paulo: Atlas, 2005.

5883a3db7f8c9da00c8b468b 1574685864 Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections